Pesquisar este blog

Carregando...

segunda-feira, 1 de dezembro de 2014

FILHOS FELIZES EM 10 PASSOS

10 – Brinque desde muito cedo

Uma criança precisa de pais que possam representar uma companhia divertida nas horas alegres. Por essa razão, os cientistas destacam o papel fundamental das brincadeiras na vida entre pais e filhos desde a tenra infância. Brincadeiras agregam criatividade e saúde psicológica aos pequenos.

quarta-feira, 26 de novembro de 2014

3 MANDATOS FUNDAMENTAIS PARA EDUCAÇÃO DO SEU FILHO







1- Mandato da saúde
Os pais devem estar cientes e passar claramente para os seus filhos que cuidar da saúde é fundamental. Cara feia, chiliques ou brigas não serão aceitos quando o assunto for este. Nós, como pais educadores, não podemos permitir que nossos filhos não tomem vacinas, queiram apenas comer doces, se recusem a escovar os dentes ou passar protetor solar. Não permitiremos também que usem drogas, bebam bebidas alcoólicas antes dos 18 anos ou fora de hora, se alimentem de forma incorreta na vida adulta ou não pratiquem esportes. Se permitirmos, formos bonzinhos ou “moles” nestas questões, teremos falhado na nossa missão de pai e mãe educadores. Este mandato é inegociável. Você pode negociar a maneira de como serão feitas essas coisas, mas não o mandato. É muito importante ter em mente que os filhos aprendam a cuidar de si mesmos na idade adulta e é essa a função dos pais educadores.

2-Mandato da autonomia

quarta-feira, 19 de novembro de 2014

40 DICAS PARA O SEU FILHO APRENDER A COMER BEM!



É possível sim ensinar a criança ter prazer em comer verduras, frutas e legumes. Todos os seres humanos estão predispostos a uma alimentação saudável. Tenho dois filhos, uma menina de 8 e um menino de 4 anos. Segui à risca os conselhos abaixo desde que os dois eram bebês, e hoje, comem praticamente de tudo, e com prazer! É preciso muita paciência, persistência e investimento de tempo, mas vale a pena. O hábito alimentar de um ser humano é formado na primeira infância, portanto, a hora de agir é agora!

A vida corrida, agitada e a falta de tempo cada vez mais empurram nossas famílias para o que é mais prático e rápido. Poucos investem tempo no preparo dos alimentos e durante as refeições. As mães cansadas cedem com facilidade as manhas de seus filhos. É por isso que o número de crianças com mau hábito alimentar, obesas e com problemas de saúde aumentam a cada dia que passa. A hora da refeição deve ser prazerosa e a criança deve aprender sobre os benefícios de cada alimento para seu organismo. É dever de todo pai e mãe ensinar isso à eles.

Aqui estão todas as informações necessárias para fazer seu filho aprender a comer bem. Lembre-se: não existem crianças que gostam de verduras e legumes e outras que não gostam. Isso é mito! O que existe são pais e mães que investem ou não na educação alimentar de seus filhos. Portanto, mãos à obra!

1 – Misturar alimentos não é bater tudo junto em uma pasta sem cor específica e nem gosto definido. É importante deixar a criança entrar em contato com sabores variados e aprender a diferenciá-los. Mesmo em uma sopa feita com vários legumes, escolha a cada vez um que será predominante, na cor e no sabor: cenoura, beterraba, mandioquinha etc.

2 – Nas sopas de legumes, o melhor é amassar os ingredientes com o garfo, sem passar pelo liquidificador ou pela peneira, para conservar as fibras dos alimentos. Um ótimo estímulo para mastigação!

3 – Acrescente legumes cortados ou ralados no omelete ou no recheio de panquecas. Eles também podem entrar em croquetes, almôndegas e hambúrgueres caseiros.

4 – Incremente a massa da panqueca com espinafre: bata no liquidificador 4 ovos, 500 ml de leite, 1 colher (sopa) de manteiga derretida e 1/3 de maço de espinafre cozido, espremido e picado; junte 200 g de farinha de trigo, bata até ficar homogêneo e frite em frigideira antiaderente. Não esconda da criança que a panqueca é de espinafre, ela tem o direito de saber. Afinal, é um grande benefício!

quarta-feira, 12 de novembro de 2014

ENSINE SEU FILHO A FAZER ESCOLHAS SÁBIAS



As escolhas de hoje fazem o nosso amanhã. Tenho a liberdade de seguir por um caminho que sei ser o correto ou posso passar por cima da razão, dando voz e autoridade aos desejos e emoções, mas de toda maneira sofrerei as consequências, sejam elas boas ou ruins. Pessoas inteligentes fazem escolhas inteligentes. Os insensatos agem sem pensar. Quero com esse texto trazer uma breve reflexão sobre como podemos formar nossos filhos para que façam boas escolhas no futuro.

Como diz o ditado, "é de pequeno que se torce o pepino". Ofereça a seu filho já bem cedo oportunidades de escolha, e permita que ele aprenda com a realidade. É importante que essa atitude se torne um estilo de vida em sua dinâmica familiar. Ficar gritando, ameaçando, distribuindo chineladas e beliscões não educa, apenas desgasta, cansa e estraga. Durante os desafios do dia-a-dia, domine a língua e o tom de voz. Pesquisas dizem que crianças absorvem apenas as primeiras dez palavras ditas pela mãe (ou responsável), portanto, nada de sermões! Serão apenas palavras ao vento.

Compartilho com vocês algumas sugestões de como ensinar seus filhos a fazer escolhas sábias:

"Filho, coloque a blusa antes de sair". Se ele não quiser, reclamar ou ficar argumentando, abaixe na altura de seus olhos e diga: "Você tem duas escolhas, escutar o conselho de sua mãe e colocar a blusa ou fazer o que acha melhor e passar frio lá fora. O que escolhe?" Deixe que ele faça a escolha. Se sair sem blusa, a realidade vai ensiná-lo e escutar o seu conselho da próxima vez. Não se culpe por vê-lo com frio. Acredite em mim, quem ama exerce a disciplina!

Outro exemplo: "Filho, você tem duas escolhas, comer este prato de comida agora ou ficar de estômago vazio até a próxima refeição. Nada de leite, bolachas ou doces." Se ele decidir não comer, aguente firme e só deixe-o comer na próxima refeição. "Mas Dani, que dó! Ele vai passar fome!" Fique tranquila, ele está aprendendo com a realidade. Dá próxima vez vai pensar duas vezes antes de deixar a comida no prato. Se der moleza e oferecer um danone ou fruta nesse intervalo, terá destruído com as próprias mãos a oportunidade do aprendizado.

"Filha, termine sua lição agora ou vai ficar sem TV o resto do dia. Também não vai poder sair para brincar." Não é ameaça, mas opção de escolha. Não é essa realidade que ele vai encontrar lá fora quando for adulto? Se ele não terminar a tarefa, cumpra com sua palavra. Aqui em casa minha mais velha aprendeu. Só pode brincar com as amiguinhas ou assistir TV após a lição de casa. Demorou alguns meses para aprender com a realidade, mas hoje, corre para o quarto com a mochila depois do almoço. Não preciso falar nada.

Agindo dessa forma, seu filho estará sendo educado para viver em sociedade. O caráter é formado na primeira infância. O momento de inculcar valores é agora! Se deixar para depois, será tarde demais... Acredite no que estou dizendo, seu dia-a-dia vai ficar mais leve, a rotina mais tranquila e seu filho mais maduro nas decisões.

Você também tem uma escolha a fazer. O que deseja, ver um homem ou mulher fazendo escolhas sábias no futuro ou ter que suportar a dor de ver seu filho(a) sofrendo com a realidade, que é dura e muitas vezes não respeita nem a própria vida? Lembre-se, ele não terá a mamãe por perto para protegê-lo na adolescencia e vida adulta. É hora de agir!

Dani Marques

terça-feira, 14 de outubro de 2014

FILHOS GENTIS E ATENCIOSOS








Como educar filhos para que tornem-se seres humanos gentis e atenciosos? Richard Weissbourd e sua equipe compartilham 5 dicas importantes e essenciais! Nosso mundo clama por pessoas gentis e atenciosas. Vamos fazer a nossa parte?

1) Mostre que cuidar dos outros é uma prioridade
Por quê?
Os pais tendem a priorizar a felicidade e realizações de seus filhos sobre a preocupação que seus filhos têm com os outros. Mas as crianças precisam aprender a equilibrar suas necessidades com as necessidades dos outros.
Como?
As crianças precisam ouvir dos pais que cuidar de outras pessoas é importante, como honrar seus compromissos. Por exemplo, antes das crianças criarem um time de futebol, banda ou equipe, devemos ensiná-las a considerar as suas obrigações para com o grupo, ou amigo, e incentivá-las a resolver os problemas que possam surgir antes de desistir.
Tente isso:
- Em vez de dizer a seus filhos: “A coisa mais importante é que você está feliz”, dizer “A coisa mais importante é que você é gentil, legal, bacana, atencioso…”.
- Faça com que seus filhos mais velhos tratem os outros com respeito, mesmo quando estão cansados, distraídos, ou com raiva.
- Enfatize o carinho quando você interage com outros adultos importantes na vida de seus filhos. Por exemplo, pergunte aos professores se os seus filhos são bons membros da sua classe.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...